DESCUBRA 6 ERROS QUE VOCÊ COMETE NA ACADEMIA

É muito comum, por vergonha ou receio de perguntar ao instrutor, cometer alguns erros enquanto está fazendo alguma atividade na academia. E normalmente, é esperado que, com o tempo, as pessoas acabem aprendendo, por observação ou por ensinamento de um personal, os movimentos corretos para cada exercício.

Esse é um processo natural e que é resolvido com o tempo. Então, para saber mais, confira agora mesmo quais são os 6 erros mais comuns que as pessoas cometem na academia!

Benefícios da academia para a saúde

As academias, por possuírem geralmente espaços amplos, com diversas atividades, equipamentos e modalidades, conseguem proporcionar melhor qualidade de vida e longevidade para aqueles que fazem uso do ambiente. De acordo com o diretor técnico da Bodytech Company, Eduardo Netto, “ter o corpo treinado é o segredo para envelhecer melhor, manter a imunidade alta e ter uma boa saúde”.

Ele ainda acrescenta que não importa qual atividade física for fazer, desde que você esteja sempre em movimento, para garantir bem-estar e uma boa saúde. “Se pensar dessa forma, você estará cercado de oportunidades de tornar-se fisicamente ativo, pois as opções hoje são diversas: praticar um esporte e experimentar algo ao ar livre, em equipe ou com equipamentos, por exemplo”, informa Eduardo.

E para manter a motivação a dica é variar, sempre que possível, os exercícios e atividades. Netto comenta que “nas academias você terá um acompanhamento de um profissional de Educação Física que vai te orientar e sugerir mudanças na sua rotina de forma que se adapte às suas necessidades individuais”.

6 erros comuns cometidos na academia 

Depois de entender os benefícios da academia para a saúde, saiba quais são os principais erros cometidos pelas pessoas que estão iniciando essa jornada mais saudável e ativa.

1- Achar que quanto mais intenso for o exercício, melhor

Por muito tempo, existia a ideia de que se você treina até falhar, significa que você está alcançando a hipertrofia muscular. Entretanto, isso não é verdade: “o mais importante é levarmos em consideração outras variáveis que vão de volume de exercícios, nível de aptidão física ate a frequência dos estímulos”, alerta Eduardo Netto.

Então, para que seus objetivos sejam alcançados, é indispensável a ajuda de um profissional para prescrever os treinamentos que vão te auxiliar a obter o máximo de efetividade possível. “A qualidade do treinamento  é mais importante do que a quantidade de tempo que se gasta para realizá-la”, comenta o diretor técnico da Bodytech.

2- Acreditar na ideia de que fazer abdominais todos os dias ajuda a definir o abdômen 

Outra crença bastante disseminada é a de que é necessário fazer abdominais todos os dias para definir o abdômen. “Não devemos adotar essa prática, pois, assim como qualquer músculo do seu corpo, o músculo do abdômen também precisa de descanso, para que possa ser treinado novamente em outra oportunidade, na qual esse músculo ficará mais forte, definido, resistente ou hipertrofiado”, fala Netto.

Mais um erro que muitos acreditam é que o abdômen faz perder a gordura acumulada na barriga, o que infelizmente é mentira.  ”O abdominal serve para ganhar massa magra no músculo do abdome. Para perder a gordura abdominal, é necessário uma combinação de dieta e exercícios aeróbicos. Ou seja, um desequilíbrio calórico negativo: gastar mais do que consumir”, alerta Eduardo.

3- Começar os treinos pelos exercícios aeróbicos

O conceito de que o treino precisa começar pelos exercícios aeróbicos é mais um mito. E Eduardo explica que “você deve realizar de início a sua atividade prioritária. Ou seja, se o seu objetivo é ganhar massa muscular, priorize o seu treino na musculação. A ordem dos exercícios deve obedecer ao melhor rendimento de cada pessoa”.

4- Fazer alongamento antes do treino para reduzir as chance de lesões

De acordo com Eduardo Netto “alongar antes do treino não têm os benefícios que a maioria das pessoas pensam estar gerando ao adotar este hábito. O mais importante é que você realize uma fase de aquecimento antes de iniciar a parte principal da sua atividade. E utilizar os alongamentos com esse objetivo de aquecimento não é a estratégia mais adequada, uma vez que sua realização não aumenta os parâmetros fisiológicos, tais como temperatura corporal, frequência cardíaca entre várias”, esclarece.

5- Acreditar que se você suou bastante é sinal de que se está treinando direito

O fato de você estar suando é um indicativo que seu corpo está eliminando calor por meio do suor. E isso implica em perda de água e sais minerais. Entretanto, isso não significa que você só saberá se está treinando direito se estiver suando. “É claro que você perderá peso, mas a quantidade de gordura permanece inalterada e é só você se hidratar para que seu peso seja restabelecido”, informa Eduardo.

6- Usar o aparelho de musculação porque acredita que é melhor do que usar o peso livre

Não existe um melhor método, ambos são válidos. Porém, vale ressaltar que o peso livre possui, como principal característica, a exigência da estabilidade do corpo. “Já nas máquinas, a exigência dos músculos estabilizadores e sinergista é diminuída, o que ‘facilita’ o aprendizado e a execução. E, desta forma, é possível você usar uma maior sobrecarga quando estiver adotando um exercício na máquina. O importante é que você tenha as duas opções no seu treino, principalmente com a melhora da sua execução dos padrões de movimentos”, comenta o especialista.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *